Opinião  
 

"Atualmente temos um crescente número de empresas portuguesas investindo no Brasil. Há uma grande diversidade de setores que recebem tais investimentos.

Entendo que a afinidade cultural e o potencial do Brasil fez com que Portugal considerasse o Brasil como mercado prioritário. Infelizmente a presente situação política no Brasil impõe grandes desafios para os investidores em geral, pois gera um clima de insegurança.

Torna-se importante a presença do Conselho da Comunidade Luso -Brasileira do Estado de São Paulo neste sentido, pois presta um grande apoio aos interesses da Comunidade junto às autoridades portuguesas e brasileiras entre outras atividades. É muito importante o seu fortalecimento, bem como a participação ativa de seus membros. "

 
Intérprete e compositora Fátima Fonseca
 
PERFIL
 

Fátima Fonseca, brasileira, natural de São Paulo, filha de portugueses da região de Viseu descobriu o seu talento para a música no início da década de 90 quando residia em Londres.

Por muito tempo dedicou-se a música em paralelo com suas atividades de executiva de um banco estrangeiro no Brasil. Nos últimos anos decidiu se dedicar integralmente a música e tem tido grande êxito graças à sua determinação e talento.

Tem se apresentado nos últimos anos em casas de show com diversos projetos musicais que incluem o "Pop", o "Jazz" contemporâneo, a bossa e o fado.

Em agosto de 2016 foi convidada para realizar o lançamento do seu álbum “O Espelho” e apresentar shows de fados em Portugal, tendo grande repercussão junto ao público e mídia locais. O álbum, cuja produção musical é do pianista David Pasqua, também é sucesso de crítica no Brasil.

O fado Rio de Moinhos de sua autoria (parceria com David Pasqua) tornou-se um sucesso na região das Beiras em Portugal, antes mesmo do álbum "O Espelho" ser lançado.

Em Junho deste ano realizou um tour pela Europa e também participou do Festfado - Festival do Fado - no Alto Alentejo com o fado canção Rio de Moinhos. Tem participado em vários programas de rádio e TV tanto no Brasil como em Portugal.

 
« Voltar