Opinião  
 

"Como português nascido em Setubal, e com o Titulo de Cidadão Paulistano me considero realizado e feliz, no entanto sinto falta de um maior relacionamento com as lideranças portuguesas aqui no Brasil, especialmente as de São Paulo.

Considerando a que a história do Brasil é parte relevante da nossa história, onde há séculos temos compartilhado e contribuído para o desenvolvimento e o crescimento do país, começando por uma língua só, que é falada por toda a nação brasileira, o que facilita tudo, entendo que o Conselho da Comunidade Luso-Brasileira do Estado de São Paulo, muito bem dirigida pelo Manuel Magno, tem uma importante e estratégica missão de incentivar este networking de pessoas e profissionais. Porque não nos ajudarmos mutuamente….?

Precisamos congregar as principais lideranças portuguesas no Brasil, de todos os setores, para benefício das próprias lideranças e da comunidade.

Precisamos saber quem são, onde estão e que organizações dirigem para fomentarmos relacionamentos de amizade e companheirismo assim como o de negócios. Negócios entre si e com Portugal que hoje desponta como o país de maior atratividade para os brasileiros, e porque não dizer até para nós portugueses que amamos o nosso país, e nosso coração também está lá."

 
Custódio Pereira, mestre, economista, doutor pela USP e especialista em Ensino Superior
 
PERFIL
 

Custódio Pereira é formado em Economia, pós-graduado em Finanças, especialista em Ensino Superior, mestre em Administração pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, especialista em Gestão Universitária e Doutor pela USP com distinção e louvor. Sua Tese de Doutorado foi premiada pela FUNADESP pela importante contribuição ao Ensino Superior no Brasil.

Possui cursos de Extensão nas Universidades de Salamanca, Espanha, Haggai Institute em Maui-Havai, Berkeley, Dominican University of Califórnia, Robins School of Business, University of Richmond, estas quatro últimas nos Estados Unidos.

Depois de exercer os cargos de Controller na Araújo S/A, Diretor Administrativo e Financeiro da multinacional sueca a Gotaverken SA, e de Gerente Geral de Bancos Comerciais, exerceu o cargo de Diretor-Presidente do Instituto Mackenzie, mantenedor dos Colégios Mackenzie e da Universidade Mackenzie e de Diretor-Geral das Faculdades Integradas Rio Branco, da Fundação de Rotarianos de São Paulo. Atualmente, é o Diretor Geral da Associação Santa Marcelina.

Conselheiro Titular do Conselho Estadual de Educação do Estado de São Paulo (CEE) no período entre 2005 e 2011.

É Conselheiro do Conselho Superior de Responsabilidade Social da FIESP, da ACM, da Fundação Padre Anchieta (TV e Rádio Cultura), Conselheiro Independente do CAD - Conselho de Administração do Grupo Marista, mantenedor da PUC-PR, entre outras organizações, e Diretor da ABMES e do SEMESP inclusive pelo qual foi indicado ao Conselho do CNE em 2018. Membro Honorário da Academia Paulista de Educação.

Foi o Presidente-fundador da ABCR -Associação Brasileira de Captadores de Recursos e atualmente Presidente-fundador do FONIF – Fórum Nacional das Instituições Filantrópicas.

Autor da proposta e presidente do Comitê da OAB que elaborou a Lei Rouanet da Educação, tramitando no Congresso.

Vice Charmain do Advisory Group to the Association of Fundraising Professionals (AFP) EUA;

É também autor dos livros “Captação de Recursos (Fund Raising): Conhecendo melhor porque as pessoas contribuem”, Editora Mackenzie e “Sustentabilidade e Captação de Recursos na Educação Superior no Brasil “, Editora Saraiva em co-edição com a Editora Mackenzie. Co-autor dos livros “Nos Bastidores da Educação Brasileira”, Editora Humus e “Empreendedorismo e Inovação no Ensino Superior”, Editora de Cultura - SEMESP.

Considerado pela ABMES – Ass Bras de Mantenedoras do Ensino Superior como empreendedor de destaque no compêndio: “A História e as Idéias dos Grandes Nomes da Educação Particular Brasileira”.

Em 2017, foi agraciado com Titulo de Cidadão Paulistano pela Câmara de Vereadores de S.P., com o “Prêmio Pedro Kassab”, da APF, com o “Prêmio Educador do Ano, pela AEB e com o “Troféu de Reconhecimento”, do FinancIES, Medalha Amigo da Marinha, Ordem do Mérito Educacional pela Academia Brasileira de Arte, Cultura e História – São Paulo/SP, entre outros títulos honoríficos e reconhecimento.

 
« Voltar