Notícias  
Comunidade luso-brasileira em grande estilo
 

Emocionante cerimônia reverenciou o Descobrimento do Brasil e o Dia da Comunidade Luso-Brasileira, evento de responsabilidade do Conselho da Comunidade Luso-Brasileira do Estado de São Paulo, no Parque do Ibirapuera. A abertura ficou a cargo do presidente do Conselho, Manuel Magno Alves, que deu as boas vindas a todos os presentes e relembrou a data que é repressentativa de um sentimento de fraternidade entre Brasil e Portugal. “Desses laços de união nasceu o Brasil”. Discorreu sobre a chegada de Cabral e salientou que São Paulo, após 519 anos, abriga milhares de portugueses, só perdendo para Lisboa e para o o Porto.

O orador da cerimônia foi o Desembargador do Tribunal de Justiça, Marco Antônio Marques da Silva, que destacou em São Paulo, a herança marcante lusitana desde suas origens, passando pelas tradições, história e cultura. Por sua vez, o prefeito de São Paulo, Bruno Covas, ressaltou que a Capital paulista é a maior cidade do mundo de Língua Portuguesa. “E são os raros os destinos do mundo em que as relações são tão harmoniosas e fraternas como entre Brasil e Portugal”, concluiu o prefeito.

O evento ao lado da estátua de Pedro Álvares Cabral contou também com a presença do vereador Toninho Paiva e do cônsul adjunto de Portugal em São Paulo, Hugo Gravanita, entre outras autoridades. Após a parte oficial, um show com os integrantes do Rancho Folclórico da Casa da Ilha da Madeira.

Na Câmara Municipal

A noite que reverenciou o Descobrimento do Brasil e o Dia da Comunidade Luso-Brasileira, na Câmara Municipal de São Paulo, sob a iniciativa do vereador Toninho Paiva, foi empolgante para os que participaram da cerimônia. Em seu pronunciamento, o presidente do Conselho da Comunidade Luso-Brasileira do Estado de São Paulo, Manuel Magno Alves, ressaltou seu orgulho sobre a importância da data “hoje comemorada em conseqüência da Lei Federal 5.270, de 22 de abril de 1.967, e assim comemoramos 52 anos desta lei que impulsiona a integração entre os dois povos, portugueses e brasileiros”.

E continuou: “Abril é definitivamente o mês de Pedro Álvares Cabral. Fidalgo e navegador, filho de portugueses, nasceu no ano de 1467 no Castelo de Belmonte, em Beira Baixa, Portugal, e é lembrado por todos os brasileiros como aquele ilustre personagem que descobriu o Brasil, por isso vai aqui nossa profunda homenagem e respeito. E como já disse Oscar Wilde, dramaturgo, escritor e poeta irlandês, expoente da literatura inglesa,“o descobrimento é o primeiro passo na evolução de um homem ou de uma nação”.

Após rememorar a história, enfatizando que é indispensável para se entender o presente e programar o futuro, o presidente do CCLB fez menção à carta de Pero Vaz de Caminha que é considerada hoje o mais importante documento a respeito do Descobrimento do Brasil.

“Temos história e valores. E a maior palavra de nosso idioma é comunidade, pois é a essência do que somos. Uma comunidade sempre valente, empreendedora, acolhedora e entusiasta. O mês de Abril é significativo para nós e o nosso Conselho da Comunidade Luso-Brasileira do Estado de São Paulo trabalha e se empenha para não deixar no esquecimento esta especial data de 22 de abril, além de manter os valores históricos e culturais por intermédio do movimento associativo.

Hoje é o momento especial para expor a verdadeira e honrada história de nossa gente. Viva 22 de Abril”, concluiu o presidente Magno. Além do vereador Toninho Paiva, e do presidente Magno, fizeram parte da mesa as seguintes autoridades: Paulo Jorge Nascimento, Cônsul Geral de Portugal em São Paulo; Antônio de Almeida e Silva, do Conselho Deliberativo da Casa de Portugal; Antero José Pereira, presidente do Sindipan e do Sampapão; Oscar Ferrão, da Provedoria da Comunidade Portuguesa e Fernando Ramalho, do Conselho da Beneficência Portuguesa. Todos fizeram uso da palavra em respeito e homenagem ao dia 22 de abril e muitos foram enfáticos ao notar a ausência da comemoração do Descobrimento do Brasil nas mídias e, principalmente, nas escolas. Durante a cerimônia, algumas personalidades da comunidade foram homenageadas pela Câmara Municipal de São Paulo e pelo Conselho.

Foram elas:
Celso Rodrigues Baeta
Manuel Dias da Silva
Belisário dos Santos Júnior
Raul Neves Pereira
Silvio Torres dos Santos

A sessão solene contou com inúmeros representantes da comunidade, entre eles, diversos líderes das entidades associativas e dos Ranchos
Folclóricos e também com a apresentação do fadista Vinicius Rocha, da fadista Maria de Lourdes e da Banda da Guarda Civil de SP.

 
« Voltar