Opinião  
 

"O Conselho da Comunidade Luso-Brasileira do Estado de São Paulo é e deve ser, cada vez mais, o ponto de convergência e o elemento integrador do movimento associativo. Cabe-lhe - como aliás, vem ocorrendo - uma ação direta e constante no aprofundamento das boas relações entre os dois países, bem como na preservação, valorização e desenvolvimento de legado histórico e cultural inestimável. A matriz inconteste desse legado é a Língua Portuguesa e o Brasil tem sabido valorizar esse bem maior. É necessário que reconheçamos, por outro lado, o importante papel que este país pode desempenhar - e vem efetivamente desempenhando - na disseminação, reconhecimento e adoção oficial do idioma português nos foros internacionais, além do peso específico, com seus quase 200 milhões de habitantes, na sedimentação da prática e do uso corrente da língua de Camões pelos demais integrantes da CPLP, co-herdeiros desse magnífico legado. Mas as influências benéficas da presença de Portugal no Brasil são mais amplas, cabendo ao Conselho da Comunidade a nobre missão de lembrá-las, defendê-las e propagá-las. Estou convicto de que tal missão está sendo levada a cabo."


 
Fernando Leça - Presidente da Fundação Memorial da América Latina
 
PERFIL
 

Fernando Leça é bacharel em Direito, com estudos de pós-graduação (mestrado) na PUC/SP. Preside a Fundação Memorial da América Latina e foi deputado estadual em São Paulo por dois mandatos. Exerceu inúmeros cargos públicos, nas esferas municipal (São Bernardo do Campo, onde reside), estadual e federal. Entre eles, os de Secretário-chefe da Casa Civil (com Mário Covas), Secretário do Trabalho (no governo de Geraldo Alckmin), Superintendente do SEBRAE/SP, Vice-Presidente do Banco Nossa Caixa e Secretário de Educação e Cultura de São Bernardo do Campo.


 
« Voltar