Opinião  
 

"Nossa cultura brasileira tem vínculos indissolúveis com a de Portugal, que remontam há séculos, permeando por todos os cantos da sociedade, originando uma história única no mundo. Esta relação íntima, demonstrada no cotidiano, nos dá a dimensão que em muitos vértices, nunca se sabe aonde começa o Brasil e aonde termina Portugal. Nós, descendentes de portugueses, sentimos com muito mais arrojo esta ligação que nos deixa muito orgulhosos de saber com exatidão nossa procedência. Dissertar sobre a convivência entre os dois povos é expor o respeito mútuo que se observa e as sucessivas aculturações que geraram inúmeros benefícios para ambos os lados. A presença do Conselho da Comunidade Luso-Brasileira do Estado de São Paulo já é o resultado deste entrelaçamento entre os dois povos com sucessivas iniciativas que resgatam, preservam e promovem a cultura lusa entre nós sob o olhar de milhares de brasileiros.

Agora com a proximidade de um das datas magnas lusas - 10 de junho – em que se comemora o Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, nosso interior se aquece e, em muitos momentos, até paramos para uma reflexão que vai ao encontro de nossas origens. Lembramos que os portugueses foram os responsáveis pelo desenvolvimento deste país continente, desde os idos de 1500. Devido ao enorme tamanho do território brasileiro e ao crescimento do setor agrícola, a imigração teve uma grande importância para o avanço deste país, em especial no século XIX. Hoje somos mais de 191 milhões de brasileiros e muito devemos à Pátria mãe. E para, juntos, brasileiros e lusos, comemorarmos o 10 de junho, nada mais oportuno que relermos alguns versos de Luís de Camões:

Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades,
Muda-se o ser, muda-se a confiança.
Todo o mundo é composto de mudança,
Tomando sempre novas qualidades.
Continuamente vemos novidades,
Diferentes em tudo da esperança;
Do mal ficam as mágoas na lembrança,
E do bem, se algum houve, as saudades.

O tempo cobre o chão de verde manto
Que já foi coberto de neve fria,
E em mim converte em choro o doce canto.

E, afora este mudar-se cada dia,
Outra mudança faz de mor espanto:
Que não se muda já como soía."


 
José Benedito Pereira Fernandes - secretário de Esporte, Lazer e Turismo do Estado de São Paulo
 
PERFIL
 

CURRÍCULO

Descente de portugueses pelo lado paterno, José Benedito Pereira Fernandes, nasceu em 17 de novembro, na cidade de Barueri - SP, e é formado pela Faculdade de Direito em Itú.
Foi prefeito municipal de Santana de Parnaíba de 1º de janeiro de 2005 a dezembro de 2008. Secretário Municipal de Finanças, de janeiro de 2001 a abril de 2002 e Secretário dos Negócios Jurídicos, de agosto de 1995 a dezembro de 2000, da Prefeitura Municipal de Carapicuíba.
Administrador Regional da Freguesia do Ó, de 1987 a 1988. Ocupou, entre outros, os seguintes cargos: Chefe de Gabinete e Coordenador de Finanças e Planejamento da Prefeitura de Pirapora do Bom Jesus, de 1973 a 1983.
Exerceu a Banca de Advocacia nas Comarcas de Barueri, São Paulo, Cotia, Mogi da Cruzes, Santos, São Roque e Vitória-ES. Hoje ocupa o cargo de secretário de Esporte, Lazer e Turismo do Estado de São Paulo.


 
« Voltar