Opinião  
 

“Sou filho de imigrante Português e desde menino aprendi valorizar a Terrinha. Observando meus pais e a História, sinto Portugal como Terra de homens e mulheres corajosos, com a sede de conquista arrigada nos corações. A primeira vez que fui ao Porto de Belém em Lisboa fiquei extasiado em imaginar a garra dos desbravadores das embarcações. Um mar aberto sem fim, um caminho de incertezas, despedidas sem futuro, mas creio que esperança e saudades eram sentimentos assíduos. Senti orgulho de minha ascendência e registro que constatei a mesma coragem na História de vida de dois homens que tenho como exemplo: um é meu pai, Mario Costa e o outro meu sócio no Bar Espirito Santo, Adriano Costa. Dois portugueses que vieram para o Brasil, assim como milhares de outros lusitanos, sem nada, praticamente com a ‘roupa do corpo’, mas que com perseverança e muito trabalho construíram a vida profissional, constituíram família e ainda hoje, trabalham, trabalham, trabalham.

Assim fui introduzido na vida profissional, ciente de que trabalho vem à frente do sucesso. Logo cedo iniciei minhas atividades profissionais no mercado financeiro, mas o ramo da restauração me impulsionava às pesquisas de mercado para investir no segmento. Como admirador das delícias da cozinha portuguesa fui fisgado pela possibilidade de comprar o Bar Espirito Santo, conquistamos a compra há cinco anos, agora em agosto o estabelecimento completou 15 anos. Há um ditado que é real: “Mais fácil adquirir, do que manter”, o trabalho para sustentar o constante fluxo de clientes no Bar foi um grande desafio. Então nosso empenho foi não apenas conhecer a cozinha portuguesa, mas aplicá-la com respeito aos brasileiros, em especial ao exigente público paulistano. Nesse contexto fomos observando, no dia-a-dia do funcionamento do Bar, pelas preferências de paladar, na aceitação de tradicionais pratos portugueses, quão era grande a ligação cultural entre Brasil e Portugal através da Gastronomia.

Hoje com um pouco mais de maturidade no ramo, afirmo que fiz a escolha certa! As relações entre Brasil –Portugal são intimas, e tornam-se ainda mais estreitas através da cozinha. Trabalhamos para que nossa Casa seja um cantinho descontraído da Terrinha, com sabores genuínos, onde os imigrantes e descendentes possam matar um pouquinho das saudades dos sabores de Portugal. Também compreendemos nosso papel, quanto empresários, de apresentar com cuidado os produtos e a cozinha Portuguesa aos brasileiros, assim contribuindo, da maneira mais honesta possível, para a preservação das raízes de Portugal no Brasil.

Minha Terra mãe é o Brasil, mas os traços portugueses são fortes em minha personalidade. Assim sinto-me acolhido pelos patrícios de meus pais ao se proporem a manter vivas as relações entre Brasil/ Portugal com a existência do Conselho da Comunidade Luso-Brasileira. O Conselho exerce uma atitude de respeito a um povo que não apenas descobriu e colonizou o Brasil, mas que também faz no dia-a-dia parte de sua luta e História”.

 
Renato Costa, empresário
 
PERFIL
 

Idade: 28 anos
Data de Nascimento: 02/04/1985
De São Paulo, Capital.

FORMAÇÃO ACADÊMICA
2004 a 2008 – Administração de Empresas pela FAAP
2003 – Ensino Fundamental – Colégio Santo Américo

EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL
Set/2009 até hoje – Bar Espírito Santo – Proprietário e Administrativo
Jan/2009 a Abr/209 – Ofner – Financeiro
Maio/2009 a set/2009 – Sanfra's Bar Pizza & Grill – Finaceiro
Jul/2007 a jul/2008 – SLW Corretora de Valores Mobiliários – estágio na como agente autônomo

CURSOS COMPLEMENTARES
Fev/2013 – Chef de Cozinha na escola Wilma Kovesi – previsão do término Dez/2013
Fev a Dez/2010 – Associação Brasileira de Sommeliers (ABS)
Dez/2006 a Jun/2007 – University of the Sunshine Coast – Queesland, Austrália – Curso de inglês (6 meses)
Jul/2005 – Enforex Marbella, Espanha – Curso de espanhol (5 semanas)

 
« Voltar