“Todo homem tem deveres com a comunidade”

Declaração Universal dos Direitos do Homem

NOTÍCIAS
A Provedoria da Comunidade precisa de todos

É importante observar que devido à pandemia não está sendo realizado nenhum evento e houve uma queda acentuada na contribuição dos associados. É do conhecimento também, que a Provedoria não conta com nenhum apoio Governamental, assim sendo esta obra só tem sido possível se manter, através do alto grau de colaboração e compreensão dos propósitos filantrópicos de nossa Entidade , por parte daqueles que livremente se associam e daqueles que tem participado de nossos eventos.

A Provedoria da Comunidade Portuguesa de São Paulo foi fundada oficialmente em 12 de Fevereiro de 1968, tendo como 1º Provedor, Manuel Coutinho, e a idéia nasceu no Consulado Português, quando o Cônsul Luiz Soares de Oliveira começou a preocupar-se com os seus conterrâneos que o procuravam para ajudá-los a resolver os seus problemas. Eram pessoas idosas com problemas de documentação, sem recursos, carentes, abandonados, enfim, pessoas que precisavam de ajuda e que estavam jogadas à sorte.

Não dispondo de recursos necessários, o Consulado convocou as entidades
portuguesas de São Paulo, como a Casa de Portugal, o Centro Trasmontano, o Clube Português, e pediu que lhe ajudassem, que fizessem alguma coisa para atender aqueles pedidos. O movimento tomou forma, tendo sido criada a Provedoria, isto é, uma entidade para prover o necessário aos que a procuravam. Esse movimento cresceu, conseguiu sócios e a doação de um terreno na Serra da Cantareira, onde em sete de março de 1978 foi inaugurado o Lar da Provedoria da Comunidade Portuguesa de São Paulo.

Atualmente o Lar abriga e dá atendimento digno e humano para 29 idosos, sem distinção de raça ou religião, com os recursos advindos dos sócios contribuintes, rifas, churrascos, bingos, chás, jantares etc, eventos suspensos pelo período de pandemia, além de contribuições mensais de Pessoa Física e Jurídica. Para proporcionar a cada um dos internos um atendimento personalizado contamos com:
• Médico Geriatra
• Enfermeira Padrão
• Fisioterapeuta
• Nutricionista
• Assistente social

Vale ressaltar que atualmente a Entidade tem como seu Primeiro Provedor, Oscar Augusto Ferrão Filho.

Este é o endereço da Provedoria – Avenida Coronel Sezefredo Fagundes, 6.170 Vila Cachoeira, Zona Norte da Capital. Tel: (11) 2995-3166

Sempre atento aos personagens que dignificaram suas artes, seus inventos, nosso Conselho presta sua homenagem a Bartolomeu de Gusmão que, em 8 de agosto de 1709, no Palácio Real de Lisboa, realizou a primeira experiência pública bem sucedida com um balão a ar quente. Assim foi dado o primeiro passo na conquista do espaço aéreo.
Os músicos brasileiros Seu Jorge e Alexandre Pires atuam em outubro em Lisboa e Guimarães, estreando o projeto “Irmãos”. Inédito e exclusivo, este projeto é apresentado no dia oito de outubro no Pavilhão Multiusos em Guimarães, no distrito de Braga, e no dia seguinte na Altice Arena, em Lisboa.
No segundo e último dia de visita a São Paulo, em 31 de julho, sábado, o Presidente da República de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, encontrou-se com cerca de meia centena de representantes da comunidade portuguesa na Casa de Portugal, tendo sido questionado sobre quando será possível aos luso-brasileiros vacinados no Brasil viajarem para Portugal sem necessidade de fazer quarentena.
Patrocinadores:
Premium
São Critóvão
Silver
BBR
Apoio:
Apoio
Conselho da Comunidade Luso-Brasileira do Estado de São Paulo
Edifício "Casa de Portugal" Av. Liberdade, 602 - São Paulo/SP - Cep 01502-001 - Celular/WhatsApp +55 (11) 94513-0350 - Telefones +55 (11) 3342-2241 e (11) 3209-5270
www.cclb.org.br - cclb@cclb.org.br - Entidade de Utilidade Pública - Lei Estadual 6.624 de 20/12/1989 - Jornalista responsável: Maristela Bignardi - MTb. 10.204

Somos privilegiados pela herança lusitana e também por podermos contar com o Conselho da Comunidade Luso-Brasileira do Estado de São Paulo que é o órgão que congrega nossa cultura viva em solo paulista. Pelo Conselho a história não se perde, porque uma das diretrizes da entidade é preservar e valorizar nossos usos e costumes que mantêm a tradição de nossa gente sempre presente nos festivais, no folclore, na música e na gastronomia. A ação do Conselho é defender um legado histórico e cultural inestimável.

Este site usa cookies. Os cookies neste site são usados ​​para personalizar o conteúdo, fornecer recursos de mídia social e analisar o tráfego. Além disso, compartilhamos informações sobre o uso do site com nossos parceiros de mídia social, publicidade e análise da web, que podem combiná-las com outras informações que você forneceu a eles ou que eles coletaram do uso de seus serviços.
Concordo