“Todo homem tem deveres com a comunidade”

Declaração Universal dos Direitos do Homem

NOTÍCIAS
Convidados 21 escritores lusos para a Bienal do Livro em SP

Vale ressaltar que Portugal é o país convidado de honra da Bienal Internacional do Livro de São Paulo 2022 e a programação cultural da participação lusa neste importante evento ficará a cargo da jornalista e escritora Isabel Lucas. Segundo a DGLAB, Portugal terá um espaço de 500 metros quadrados no recinto do evento, que inclui um auditório, uma livraria e uma área infantojuvenil, e onde serão apresentadas exposições com conteúdos diversificados. Todos os autores convidados têm obra publicada no Brasil ou têm “lançamentos previstos no âmbito da bienal”.

Da comitiva fazem parte Afonso Cruz, António Jorge Gonçalves, Dulce Maria Cardoso, Francisco José Viegas, Filipe Melo, Gonçalo M. Tavares, Joana Bértholo, José Luís Peixoto, Kalaf Epalanga, Lídia Jorge, Maria do Rosário Pedreira, Maria Inês Almeida, Matilde Campilho, Pedro Eiras, Ricardo Araújo Pereira, Rui Tavares, Teolinda Gersão, Valério Romão e Valter Hugo Mãe.

Destaque ainda para as presenças de Luís Cardoso, o primeiro escritor timorense a vencer em 2021 o Prêmio Oceanos, e da autora moçambicana Paulina Chiziane, Prémio Camões 2021. De acordo com a DGLAB, antes da programação aberta ao público, a bienal terá, entre 29 de junho e 1º de julho, um programa profissional, de negociação de direitos, “onde o setor editorial português marcará presença destacada” com dez editores, ainda não revelados, convidados pela Câmara Brasileira do Livro.

A presença de Portugal como país convidado da bienal brasileira foi anunciada em 2021 pelo Governo português, como parte de uma estratégica diplomática de “aprofundamento das relações bilaterais entre Portugal e o Brasil”.

Em comunicado, a DGLAB explica hoje que escritores, ilustradores e ‘chefs’ da comitiva portuguesa estarão em diálogo com autores brasileiros, num programa que contribuirá para promover o conhecimento e o interesse pela literatura portuguesa, e também por Portugal enquanto destino literário, cultural e turístico.

A Bienal Internacional do Livro de São Paulo, em sua 26ª edição, é descrita como um ponto de encontro das principais editoras, livrarias e distribuidoras do país, que apresentam os seus mais importantes lançamentos para mais de 600.000 visitantes. O evento é organizado pela Câmara Brasileira do Livro e a participação de Portugal é da responsabilidade do Instituto Camões, da DGLAB, do Turismo de Portugal e da AICEP — Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal.

Fonte: Notícias ao Minuto

Boas informações históricas: o Museu Paulista, mais conhecido como Museu do Ipiranga, inaugurou no aniversário da cidade de São Paulo, 25 de janeiro, um novo espaço com uma exposição dedicada às Memórias da Independência.
A Capital ganhou no dia de seu aniversário, 25 de janeiro, a exposição fotográfica “A Cara de São Paulo - 2023” dos fotógrafos Catarina Machado e José Barbosa, já em sua terceira edição e que fica à disposição do público até 15 de fevereiro no Shopping Cidade São Paulo, na Avenida Paulista.
Entre 26 de janeiro e 4 de fevereiro, estará acontecendo a primeira deslocação oficial do Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas (SECP), Paulo Cafôfo, junto dos portugueses e lusodescendentes no Brasil, de acordo com o governo português.
Patrocinadores:
GOLD
São Critóvão
Apoio:
Apoio
Conselho da Comunidade Luso-Brasileira do Estado de São Paulo
Edifício "Casa de Portugal" Av. Liberdade, 602 - São Paulo/SP - Cep 01502-001 - Celular/WhatsApp +55 (11) 94513-0350 - Telefones +55 (11) 3342-2241 e (11) 3209-5270
www.cclb.org.br - cclb@cclb.org.br - Entidade de Utilidade Pública - Lei Estadual 6.624 de 20/12/1989 - Jornalista responsável: Maristela Bignardi - MTb. 10.204

Somos privilegiados pela herança lusitana e também por podermos contar com o Conselho da Comunidade Luso-Brasileira do Estado de São Paulo que é o órgão que congrega nossa cultura viva em solo paulista. Pelo Conselho a história não se perde, porque uma das diretrizes da entidade é preservar e valorizar nossos usos e costumes que mantêm a tradição de nossa gente sempre presente nos festivais, no folclore, na música e na gastronomia. A ação do Conselho é defender um legado histórico e cultural inestimável.

Este site usa cookies. Os cookies neste site são usados ​​para personalizar o conteúdo, fornecer recursos de mídia social e analisar o tráfego. Além disso, compartilhamos informações sobre o uso do site com nossos parceiros de mídia social, publicidade e análise da web, que podem combiná-las com outras informações que você forneceu a eles ou que eles coletaram do uso de seus serviços.
Concordo