“Todo homem tem deveres com a comunidade”

Declaração Universal dos Direitos do Homem

NOTÍCIAS
Cooperação entre arquitetos do Brasil e de Portugal

O Memorando de Entendimento objetiva a harmonização das condições de inscrição e registro de arquitetos portugueses e brasileiros nas duas organizações, permitindo que ofereçam serviços de Arquitetura e Urbanismo nos dos países.

Participaram da cerimônia o Embaixador de Portugal, Luis Ramos, enquanto testemunha, a Presidente do CAU Brasil, Nadia Someck, o seu Coordenador de Relações Institucionais, Jeferson Navolar, e, de forma remota, a Vice-Presidente da OAP, Paula Santos.

De Portugal, o presidente da Ordem dos Arquitetos, Gonçalo Byrne, destacou que esse memorando visa a homologação de um acordo de reciprocidade entre as duas instituições. “Os laços existentes entre Portugal e Brasil e a mobilidade profissional dos nossos arquitetos exigia todos os esforços para consumar as negociações desse novo acordo. Este é um primeiro e importante passo nesse caminho”, afirmou.

Para o embaixador de Portugal, Luis Faro Ramos, esse acordo mostra caminhos para outras profissões. “Esperamos no futuro ter outras categorias profissionais em cooperação. Cm certeza teremos intercâmbios muito proveitosos entre arquitetos brasileiros e arquitetos portugueses”, afirmou.

Segundo o memorando de entendimento assinado, o CAU Brasil e a Ordem dos Arquitetos estudarão a viabilidade de um reconhecimento recíproco das qualificações profissionais habilitantes para o exercício da Arquitetura em Portugal e da Arquitetura e Urbanismo no Brasil, atendendo às respectivas legislações nacionais para o reconhecimento de qualificação profissional.

Será criada uma Comissão Técnica de Harmonização das Condições de Inscrição e Registro, constituída por quatro membros de cada uma das partes. Esse grupo ficará responsável por avaliar as dificuldades de implementação do Acordo de Cooperação anterior (2014-2019); identificar possíveis mecanismos para a mobilidade profissional; buscar junto aos respectivos sistemas de regulação do ensino superior a equivalência ou comparação das formações habilitantes; e propor a redação de um novo Acordo de Reciprocidade.

Fonte: Jornal Mundo Lusíada

A comunidade sabe como preservar sua história e sua cultura. As entidades lusas reúnem significativo público para comemorar e mostrar suas potencialidades frente ao mundo moderno, sem perder suas raízes. Participem!
Sempre atento às atividades que significam avanço da comunidade, o presidente do CCLB, Manuel Magno Alves, informa que nosso Conselho apoia o Atlantic Connection 2022, o maior evento anual luso-brasileiro onde empresários, empreendedores e investidores estarão reunidos para falar sobre o Ecossistema luso-brasileiro de negócios.
A Universidade de Coimbra e a fundação estatal brasileira Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) celebraram, em cinco de julho último, uma Carta de Intenção, para a criação de uma Cátedra sobre o Brasil na UC.
Patrocinadores:
Premium
São Critóvão
Silver
BBR
Apoio:
Apoio
Conselho da Comunidade Luso-Brasileira do Estado de São Paulo
Edifício "Casa de Portugal" Av. Liberdade, 602 - São Paulo/SP - Cep 01502-001 - Celular/WhatsApp +55 (11) 94513-0350 - Telefones +55 (11) 3342-2241 e (11) 3209-5270
www.cclb.org.br - cclb@cclb.org.br - Entidade de Utilidade Pública - Lei Estadual 6.624 de 20/12/1989 - Jornalista responsável: Maristela Bignardi - MTb. 10.204

Somos privilegiados pela herança lusitana e também por podermos contar com o Conselho da Comunidade Luso-Brasileira do Estado de São Paulo que é o órgão que congrega nossa cultura viva em solo paulista. Pelo Conselho a história não se perde, porque uma das diretrizes da entidade é preservar e valorizar nossos usos e costumes que mantêm a tradição de nossa gente sempre presente nos festivais, no folclore, na música e na gastronomia. A ação do Conselho é defender um legado histórico e cultural inestimável.

Este site usa cookies. Os cookies neste site são usados ​​para personalizar o conteúdo, fornecer recursos de mídia social e analisar o tráfego. Além disso, compartilhamos informações sobre o uso do site com nossos parceiros de mídia social, publicidade e análise da web, que podem combiná-las com outras informações que você forneceu a eles ou que eles coletaram do uso de seus serviços.
Concordo