“Todo homem tem deveres com a comunidade”

Declaração Universal dos Direitos do Homem

NOTÍCIAS
Como harmonizar vinho e chocolate

É importante também se atentar ao teor do cacau, ou seja, ao seu nível de concentração, o qual é interessante adequar ao da estrutura do vinho. Para ajudar nesta tarefa, Thamirys Schneider, sommelière da Wine, clube de assinatura de vinhos, compartilha a seguir cinco dicas de harmonização.

1 – Moscatel com chocolate branco. Para os amantes do chocolate branco, a dica é harmonizar com um espumante Moscatel, que resulta numa combinação muito agradável ao paladar. E o chocolate branco contém mais açúcar e gordura.

2 – Apostar na similaridade. Essa dica é válida para os chocolates brancos e ao leite, ou seja, quanto mais doce for o chocolate, mais adocicado deve ser o vinho – e vice-versa. Para compor a harmonização de chocolate ao leite com vinho, é possível variar entre vinhos fortificados, como Vinho do Porto e Marsala, conhecidos também como vinhos de sobremesa, até espumantes rosés doces, pois têm estrutura e acidez para limpar o paladar.

3 – Chocolates amargos, vinhos mais estruturados. O chocolate amargo, sobretudo acima de 65%, tem mais cacau em sua composição, além de ter menos açúcar e gordura. Por ter maior concentração de cacau, já é possível trazer um vinho tinto mais seco e estruturado para acompanhar o peso do chocolate e ter maior equilíbrio nos sabores. Os taninos presentes no vinho e no chocolate (cacau também tem tanino) irão se complementar, por isso um vinho mais tânico pode fazer um bom par.

4 – Na dúvida, aposte nos vinhos licorosos. Também conhecidos como fortificados ou de sobremesa, os vinhos licorosos são encorpados e geralmente doces, como é o caso do Vinho do Porto e do Marsala. Estes exemplares, por ter elevado dulçor, harmonizam bem por similaridade com chocolates ao leite. Outra possibilidade agradável é a harmonização por contraste com chocolates mais amargos, criando um terceiro sabor espetacular unindo o dulçor do vinho com o amargor do chocolate amargo.

5 – A harmonização certa é a que agrada o seu paladar. Compreender qual a melhor harmonização não deixa de ter um aspecto de subjetividade envolvido. Por isso, é preciso experimentar, combinar sabores de vinhos e chocolates para entender o que é mais agradável a cada paladar. 

Fonte: Mundo Lusíada

A tradição portuguesa se faz presente em diversas dimensões e a realização das festas em que se perpetua a maneira de ser da comunidade é uma realidade. Nossas festas, nossos eventos aí estão para mostrar o que há de bom na música, na gastronomia, na história luso-brasileira. Acompanhe e participe dos próximos acontecimentos que, com certeza, unem cada vez mais as duas nações.
O Conselho da Comunidade Luso-Brasileira do Estado de São Paulo (CCLB) realizou reunião de Diretoria de 2024, em 29 de maio, às 18h30, na sala de reuniões da Casa de Portugal, bairro da Liberdade, Capital. Na oportunidade, Antero José Pereira, presidente do CCLB, mostrou seu empenho com foco do desenvolvimento da entidade, passando por um devido planejamento e sempre contando com a participação do trabalho dos diretores do Conselho.
Portugal e Brasil renovaram, por mais cinco anos, um memorando de entendimento de apoio às aulas de língua portuguesa na Escola Internacional das Nações Unidas (UNIS), segundo fontes oficiais da Lusa.
Patrocinadores
Conselho da Comunidade Luso-Brasileira do Estado de São Paulo
Edifício "Casa de Portugal" Av. Liberdade, 602 - São Paulo/SP - Cep 01502-001 - Celular/WhatsApp +55 (11) 94513-0350 - Telefones +55 (11) 3342-2241 e (11) 3209-5270
www.cclb.org.br - cclb@cclb.org.br - Entidade de Utilidade Pública - Lei Estadual 6.624 de 20/12/1989 - Jornalista responsável: Maristela Bignardi - MTb. 10.204

Somos privilegiados pela herança lusitana e também por podermos contar com o Conselho da Comunidade Luso-Brasileira do Estado de São Paulo que é o órgão que congrega nossa cultura viva em solo paulista. Pelo Conselho a história não se perde, porque uma das diretrizes da entidade é preservar e valorizar nossos usos e costumes que mantêm a tradição de nossa gente sempre presente nos festivais, no folclore, na música e na gastronomia. A ação do Conselho é defender um legado histórico e cultural inestimável.

Este site usa cookies. Os cookies neste site são usados ​​para personalizar o conteúdo, fornecer recursos de mídia social e analisar o tráfego. Além disso, compartilhamos informações sobre o uso do site com nossos parceiros de mídia social, publicidade e análise da web, que podem combiná-las com outras informações que você forneceu a eles ou que eles coletaram do uso de seus serviços.
Concordo