“Todo homem tem deveres com a comunidade”

Declaração Universal dos Direitos do Homem

NOTÍCIAS
Portugal e Brasil renovam parceria com Escola Internacional da ONU até 2029

Do lado português foi assinado pela representante permanente de Portugal junto às Nações Unidas (ONU), Ana Paula Zacarias, em nome do Camões, Instituto da Cooperação e da Língua, I.P, que se juntou ao cônsul-geral do Brasil em Nova Iorque, Adalnio Senna Ganem, e ao diretor da UNIS, Dan Brenner.

 À Lusa, o adjunto da Coordenação do Ensino Português nos Estados Unidos, José Carlos Adão, identificou e enalteceu as mais-valias do programa, tendo apontado o “crescimento do interesse pelo público da escola, o crescente número de alunos a cada ano”, assim como “o ‘feedback’ que é dado pelos encarregados de educação dos alunos e a satisfação com que Direção Pedagógica da UNIS acolhe o programa e o considera um programa de sucesso”.

“Não podemos deixar de referir outra e importante particularidade deste projeto, que é uma frutuosa parceria entre Portugal e o Brasil na área da língua”, acrescentou.

Tudo começou em 2018 como projeto-piloto, e assim esta iniciativa permitiu à UNIS oferecer aulas de português como língua de herança e língua para alunos cujas famílias fossem, de alguma forma, falantes de português.

Tendo sido avaliados os resultados do projeto, foi posteriormente assinado um memorando de entendimento com a duração de dois anos, em que dois professores – Regina McCarthy, uma professora contratada pelo Consulado-Geral do Brasil, e José Carlos Adão, professor da parte do Instituto Camões -, passaram a dar as aulas.

Dessa forma, os alunos passaram a ser expostos a duas variantes do português: europeu e brasileiro. Com a presença de dois professores, explicou José Carlos Adão, foi também possível alargar o âmbito das aulas de português, passando a ser oferecidas aulas a alunos sem contato com o idioma, que começaram a ter aulas de língua estrangeira.

As aulas acontecem durante a semana, com as turmas divididas por níveis e faixas etárias, ao longo de vários dias, em formato extracurricular. O memorando, renovado em Nova Iorque, é continuamente acompanhado pelo coordenador do Ensino Português nos Estados Unidos, João Caixinha, assim como pelo Instituto Camões, pelo Consulado-Geral do Brasil em Nova Iorque e pelo diretor de Línguas Modernas da UNIS.

 Fontes: Mundo Lusíada e Câmara Portuguesa

A tradição portuguesa se faz presente em diversas dimensões e a realização das festas em que se perpetua a maneira de ser da comunidade é uma realidade. Nossas festas, nossos eventos aí estão para mostrar o que há de bom na música, na gastronomia, na história luso-brasileira. Acompanhe e participe dos próximos acontecimentos que, com certeza, unem cada vez mais as duas nações.
O Conselho da Comunidade Luso-Brasileira do Estado de São Paulo (CCLB) realizou reunião de Diretoria de 2024, em 29 de maio, às 18h30, na sala de reuniões da Casa de Portugal, bairro da Liberdade, Capital. Na oportunidade, Antero José Pereira, presidente do CCLB, mostrou seu empenho com foco do desenvolvimento da entidade, passando por um devido planejamento e sempre contando com a participação do trabalho dos diretores do Conselho.
A Direção-Geral das Artes, a Funarte e o Programa Ibermúsicas assinaram, em 21 de maio, um Protocolo de Cooperação com a CPLP – Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, para a criação de instrumentos de cooperação cultural que promovam o intercâmbio dos agentes culturais e artísticos dos Estados-Membros da CPLP e dos países do espaço Ibero-Americano que integram o Programa.
Patrocinadores
Conselho da Comunidade Luso-Brasileira do Estado de São Paulo
Edifício "Casa de Portugal" Av. Liberdade, 602 - São Paulo/SP - Cep 01502-001 - Celular/WhatsApp +55 (11) 94513-0350 - Telefones +55 (11) 3342-2241 e (11) 3209-5270
www.cclb.org.br - cclb@cclb.org.br - Entidade de Utilidade Pública - Lei Estadual 6.624 de 20/12/1989 - Jornalista responsável: Maristela Bignardi - MTb. 10.204

Somos privilegiados pela herança lusitana e também por podermos contar com o Conselho da Comunidade Luso-Brasileira do Estado de São Paulo que é o órgão que congrega nossa cultura viva em solo paulista. Pelo Conselho a história não se perde, porque uma das diretrizes da entidade é preservar e valorizar nossos usos e costumes que mantêm a tradição de nossa gente sempre presente nos festivais, no folclore, na música e na gastronomia. A ação do Conselho é defender um legado histórico e cultural inestimável.

Este site usa cookies. Os cookies neste site são usados ​​para personalizar o conteúdo, fornecer recursos de mídia social e analisar o tráfego. Além disso, compartilhamos informações sobre o uso do site com nossos parceiros de mídia social, publicidade e análise da web, que podem combiná-las com outras informações que você forneceu a eles ou que eles coletaram do uso de seus serviços.
Concordo