“Todo homem tem deveres com a comunidade”

Declaração Universal dos Direitos do Homem

Opinião
Opinião

OPINIÃO

Opinião

Brasileiro, Casado, Advogado formado pela Faculdade Paulista de Direito da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo em 1969.
Tesoureiro e Secretário da Associação dos Advogados de São Paulo e seu Presidente no Biênio 1983/1984.
Vice-Presidente da Caixa de Assistência dos Advogados de São Paulo no Biênio 1985/1986.
Presidente da OAB/SP nos Biênios 1987/1988 e 1989/1990.
Diretor do Curso de Estágio Profissional da Faculdade de Direito da PUC-SP.
É Mestre em Direito Processual Civil pela Faculdade Paulista de Direito da PUC.
Ex-Professor Assistente e posteriormente Regente das Cadeiras de Processo Civil e de Prática Forense, da Faculdade Paulista de Direito da PUC e Regente de Processo Civil da Faculdade de Direito de Itapetininga.
Secretário da Justiça de São Paulo de janeiro a março de 1990.
Secretário de Segurança Pública do Estado de São Paulo no período de março de 1990 até março de 1991.
Presidiu a Comissão do Exame da Ordem da OAB/SP.
Ex-membro do Conselho Penitenciário do Estado de São Paulo.
Em 1975 foi nomeado Diretor Geral da Penitenciária de São Paulo. Deixou de assumir o cargo por razões de saúde.
Membro do Instituto dos Advogados Brasileiros.
Ex-membro da Anistia Internacional.
Ex-conselheiro do Instituto dos Advogados de São Paulo.
Autor do livro “Embargos do Devedor”.
Responsável, juntamente com outros dois autores – Sérgio Eduardo Mendonça de Alvarenga e Guilherme de Souza Nucci – pela atualização da obra “Tratado de Direito Penal”, do Professor José Frederico Marques.
Autor de vários trabalhos e artigos e de conferências e palestras.
Agraciado com a Medalha Anchieta da Câmara Municipal de São Paulo.
Agraciado com a Comenda da Ordem do Trabalho, do Ministério do Trabalho.
Agraciado com o Colar do Mérito do Poder Judiciário do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo em 2008.
Foi homenageado, juntamente com outros advogados, pela atuação em defesa dos presos políticos pela Câmara Municipal de São Paulo.
Membro de Bancas de Concurso para ingresso à Magistratura e ao Ministério Público de São Paulo.
Ex-presidente do Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária – CNPCP.
Diretor do Centro de Estudos da Sociedade de Advogados de São Paulo.
Foi orador de sua Turma na solenidade de Colação de Grau.
Membro fundador do Conselho de Juristas da Língua Portuguesa.
Membro do Conselho Superior de Assuntos Jurídicos e Legislativos da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo.
Ex-membro do Conselho Jurídico da Federação do Comércio do Estado de São Paulo.
Membro da Comissão Permanente de Direito Penal do Instituto dos Advogados Brasileiros
Ex-secretário da Diretoria e Conselheiro Vitalício do Insuperável São Paulo Futebol Clube.

Antônio Cláudio Mariz de Oliveira
Advogado, ex-secretário da Segurança Pública do Estado de São Paulo

Estou muito honrado com o convite que me foi formulado, pela Comunidade, que tantos esforços vem desenvolvendo para o estreitamento das relações entre Brasil e Portugal.

A nossa origem nos identifica, a nossa história nos dignifica e a nossa união nos fortalece.

Além do descobrimento, da colonização, da independência que nos foi dada por um Imperador Português, que soube entender os anseios dos brasileiros, sem desprezar a sua Pátria Mãe, tanto que a ela retornou e lá faleceu e além da imigração que tornou o Brasil uma extensão de Portugal, há um fator que nos vincula indelevelmente: a existência de traços comuns; o sentimentalismo; o carinho nas relações interpessoais; a alegria; a religiosidade; um “que” de ingenuidade e o amor à liberdade.

Entendo que o trabalho da Comunidade Luso – Brasileira do Estado de São Paulo é digno do nosso estímulo e colaboração. Especialmente a juventude brasileira precisa conhecer nosso berço, sua cultura, seu afeto pelo Brasil e, especialmente, conhecer a grande contribuição do povo lusitano para a formação e para o desenvolvimento do Brasil. É fundamental que esta juventude entre em contato com cultura portuguesa, sua literatura, sua música, o seu folclore e com a sua histórica contribuição para o desenvolvimento da humanidade.

Tenho muito orgulho de descender de portugueses. A minha família teve origem na Freguesia de Mariz – Barcelos – e teve como seu primeiro antecessor o Fidalgo Afonso de Nunes Mariz. Tive o prazer de receber, por carta, o “Símbolo Heráldico” da Freguesia e de minha gente, enviado pelo Snr. Domingos Pereira de Araújo, por mim guardado com muito carinho.

Quero colocar-me à disposição da Comunidade para colaborar com o desenvolvimento da integração dos nossos povos, para quiçá formarmos, como disse Chico Buarque, uma grande pátria luso brasileira, ‘UM GRANDE PORTUGAL.

Patrocinadores:
Premium
São Critóvão
Silver
BBR
Apoio:
Apoio
Conselho da Comunidade Luso-Brasileira do Estado de São Paulo
Edifício "Casa de Portugal" Av. Liberdade, 602 - São Paulo/SP - Cep 01502-001 - Celular/WhatsApp +55 (11) 94513-0350 - Telefones +55 (11) 3342-2241 e (11) 3209-5270
www.cclb.org.br - cclb@cclb.org.br - Entidade de Utilidade Pública - Lei Estadual 6.624 de 20/12/1989 - Jornalista responsável: Maristela Bignardi - MTb. 10.204

Somos privilegiados pela herança lusitana e também por podermos contar com o Conselho da Comunidade Luso-Brasileira do Estado de São Paulo que é o órgão que congrega nossa cultura viva em solo paulista. Pelo Conselho a história não se perde, porque uma das diretrizes da entidade é preservar e valorizar nossos usos e costumes que mantêm a tradição de nossa gente sempre presente nos festivais, no folclore, na música e na gastronomia. A ação do Conselho é defender um legado histórico e cultural inestimável.

Este site usa cookies. Os cookies neste site são usados ​​para personalizar o conteúdo, fornecer recursos de mídia social e analisar o tráfego. Além disso, compartilhamos informações sobre o uso do site com nossos parceiros de mídia social, publicidade e análise da web, que podem combiná-las com outras informações que você forneceu a eles ou que eles coletaram do uso de seus serviços.
Concordo