“Todo homem tem deveres com a comunidade”

Declaração Universal dos Direitos do Homem

Opinião
Opinião

OPINIÃO

Opinião

O paulista Antônio Fernando da Mata é formado em Administração de Empresas e Economia e, atualmente, é diretor da DMT., empresa própria que atua na Distribuição de Software de Segurança.
Atua há 30 anos na área de informática e já integrou a equipe de trabalho em várias empresas nacionais e multinacionais como: IBM, Symantec, F-Security, Trellis, Adobe, Autodesk, Officer entre outras.

Antonio Fernando da Mata
Economista e administrador de empresas

Falar das relações Brasil Portugal, para mim nunca foi difícil uma vez que como filho de português, sempre tive um pedaço de Portugal em casa. Meu pai, Fernando Batista da Mata, é oriundo da Ilha da Madeira, Funchal.

Hoje, sou empresário da área de Informática e acompanho o mercado em Portugal porque sempre foi pioneiro em várias áreas do setor. Um dos exemplos é que desde do inicio da microinformática em Portugal as leis portuguesas exigiam dos fabricantes somente produtos em PORTUGUÊS o que facilita em muito o seu uso, e que no Brasil demorou em muito a ser adotada essa politica.

A cultura e conscientização do Povo Português em relação a informática dá uma aula, principalmente aos brasileiros. Minha área especifica é Segurança da Informação, e que deveríamos todos estar preocupados com vírus, ataques de Hackers em nossas máquinas , tanto pessoal como nas empresas.

O volume de vendas de Antivírus em Portugal em relação ao Brasil é infinitamente maior. Com uma população de por volta de 10.000.000 (2010 ) de habitantes contra 191.000.000 (2010 ) o percentual de uso de Antivírus como proteção é de 51% em Portugal contra apenas 19% no Brasil.

A diferença de cultura mostra a preocupação em segurança. Mostra que investir em segurança vale muito, porque perder nossos dados pessoais ou dados da empresa é muito importante sem contar com os prejuízos que isso traz tanto emocionalmente como em espécie.

O que sempre digo, temos muito que aprender com nossos irmãos portugueses, entender certos aspectos da vida, afinal de contas a diferença de idade de existência é muito grande e faz muita diferença. E aproveito a oportunidade para parabenizar o Conselho da Comunidade Luso-Brasileira do Estado de São Paulo que, sabiamente, mantém nossas tradições e costumes, vivenciando a história deste valoroso povo que muito tem a nos ensinar.

Patrocinadores:
Premium
São Critóvão
Silver
BBR
Apoio:
Apoio
Conselho da Comunidade Luso-Brasileira do Estado de São Paulo
Edifício "Casa de Portugal" Av. Liberdade, 602 - São Paulo/SP - Cep 01502-001 - Celular/WhatsApp +55 (11) 94513-0350 - Telefones +55 (11) 3342-2241 e (11) 3209-5270
www.cclb.org.br - cclb@cclb.org.br - Entidade de Utilidade Pública - Lei Estadual 6.624 de 20/12/1989 - Jornalista responsável: Maristela Bignardi - MTb. 10.204

Somos privilegiados pela herança lusitana e também por podermos contar com o Conselho da Comunidade Luso-Brasileira do Estado de São Paulo que é o órgão que congrega nossa cultura viva em solo paulista. Pelo Conselho a história não se perde, porque uma das diretrizes da entidade é preservar e valorizar nossos usos e costumes que mantêm a tradição de nossa gente sempre presente nos festivais, no folclore, na música e na gastronomia. A ação do Conselho é defender um legado histórico e cultural inestimável.

Este site usa cookies. Os cookies neste site são usados ​​para personalizar o conteúdo, fornecer recursos de mídia social e analisar o tráfego. Além disso, compartilhamos informações sobre o uso do site com nossos parceiros de mídia social, publicidade e análise da web, que podem combiná-las com outras informações que você forneceu a eles ou que eles coletaram do uso de seus serviços.
Concordo