“Todo homem tem deveres com a comunidade”

Declaração Universal dos Direitos do Homem

Opinião
Opinião

OPINIÃO

Opinião

Eduardo Claudio Madeira é graduado em Economia pela Universidade Estadual de Londrina, pós-graduado em Marketing e Propaganda e especialista em projetos públicos e finanças. Atualmente coordena o Núcleo de Financiamentos e Investimentos da Secretaria de Turismo e Viagens do Estado de São Paulo e Agência Paulista de Promoção de Investimentos e Competitividade, com destaque para o Programa de Crédito Turístico do Estado de São Paulo. Em sua trajetória profissional atuou na esfera do governo federal, na implementação de vários Programas e Projetos de Desenvolvimento de Políticas Públicas, com financiamento de bancos internacionais e organismos multilaterais de crédito, seja na modernização fiscal e administrativa dos municípios brasileiros, onde foi instrutor pela Escola de Administração Fazendária do Governo Federal, ou em programas de universalização do acesso e uso da energia elétrica, tendo se destacado, contudo, na coordenação geral do Programa Nacional de Desenvolvimento e Estruturação do Turismo, o Prodetur Nacional, no Ministério do Turismo, onde foi condecorado, em 2018, pela contribuição significativa para os resultados do desenvolvimento do setor turístico, com destaque para a criação do Selo+Turismo, do Programa Prodetur+Turismo. Anteriormente atuou no setor privado, em instituições financeiras, onde adquiriu vasta experiência em mercado financeiro, tendo atualmente, ênfase em produtos e oportunidade de negócios e investimentos para o Setor Turismo.

Eduardo Cláudio Madeira
Economista especialista em projetos públicos e finanças

Dentro dos princípios de uma relação entre nacionalidades, deve existir o respeito, a solidariedade e a afetividade. No que diz respeito à afetividade por um país-irmão, como é o caso específico Brasil-Portugal, isto se caracteriza fortemente, pelas origens desta relação. No meu caso, ter meu avô e meu pai naturais portugueses, me levou a esta forte relação, desde criança, quando ouvia as histórias contadas por meu avô, com grande orgulho e, também, pelas histórias de meu pai, retratando sua infância e parte da juventude, com um carinhoso saudosismo, de suas aulas escolares e das idas aos vinhedos e olivais, da Província de Trás-os-Montes e Alto Douro. Isto contagia, isto cria laços, isto apaixona a descendência, pelas suas origens.

A relação entre os dois países de cultura, linguagem, paisagens e atrativos inigualáveis, encantam e aproximam seus povos.

Atualmente empreendo forte atuação no desenvolvimento e execução das políticas públicas de turismo no Brasil, em especial no Estado de São Paulo. Quando me direciono ao setor turismo, com sua capacidade potencial de gerar desenvolvimento econômico e inclusão social, e que tem entre os produtos e destinos turísticos de Brasil e Portugal, vetores únicos, indutores da atração e integração entre os turistas e os locais, vejo a capacidade real que o turismo tem de criar laços, aproximar as pessoas, encantar os viajantes.

Brasil e Portugal têm sido referência há anos nesta proximidade, não só pela cultura e linguagem, mas pelas relações afetivas, que reportam a experiências sensoriais únicas, como os sabores, os aromas, as melodias, os encantos e as histórias.

O Conselho da Comunidade Luso-Brasileira do Estado de São Paulo representa a essência destes valores históricos e culturais, difundindo e valorizando a imagem e os laços entre brasileiros e portugueses.

Que esta relação seja perene e que, a cada ano, possamos vivenciar novas experiências e sentimentos positivos, na troca de conhecimentos, valores, respeito e solidariedade. O Mundo precisa, Brasil e Portugal precisam, as pessoas precisam!

Patrocinadores:
Premium
São Critóvão
Silver
BBR
Apoio:
Apoio
Conselho da Comunidade Luso-Brasileira do Estado de São Paulo
Edifício "Casa de Portugal" Av. Liberdade, 602 - São Paulo/SP - Cep 01502-001 - Celular/WhatsApp +55 (11) 94513-0350 - Telefones +55 (11) 3342-2241 e (11) 3209-5270
www.cclb.org.br - cclb@cclb.org.br - Entidade de Utilidade Pública - Lei Estadual 6.624 de 20/12/1989 - Jornalista responsável: Maristela Bignardi - MTb. 10.204

Somos privilegiados pela herança lusitana e também por podermos contar com o Conselho da Comunidade Luso-Brasileira do Estado de São Paulo que é o órgão que congrega nossa cultura viva em solo paulista. Pelo Conselho a história não se perde, porque uma das diretrizes da entidade é preservar e valorizar nossos usos e costumes que mantêm a tradição de nossa gente sempre presente nos festivais, no folclore, na música e na gastronomia. A ação do Conselho é defender um legado histórico e cultural inestimável.

Este site usa cookies. Os cookies neste site são usados ​​para personalizar o conteúdo, fornecer recursos de mídia social e analisar o tráfego. Além disso, compartilhamos informações sobre o uso do site com nossos parceiros de mídia social, publicidade e análise da web, que podem combiná-las com outras informações que você forneceu a eles ou que eles coletaram do uso de seus serviços.
Concordo