“Todo homem tem deveres com a comunidade”

Declaração Universal dos Direitos do Homem

Opinião
Opinião

OPINIÃO

Opinião

Presidente da Ordem dos Advogados do Brasil – Secção São Paulo. Eleito presidente da OAB SP pela primeira vez em 2003 para o triênio 2004/2006 e reeleito para o triênio 2007/2009. O criminalista Luiz Flávio Borges D’Urso tem 47 anos e é advogado militante há 24. Possui mestrado e doutorado em Direito Penal pela Faculdade de Direito da USP e especialização na área criminal pela Faculdade de Direito Castilla-La Mancha, Espanha. Foi membro do Conselho Nacional de Segurança Pública, do Ministério da Justiça, representando a OAB Federal.

Também integrou o Conselho Consultivo da Escola Nacional de Advocacia da OAB Federal, o Conselho Nacional de Comunicação do Congresso Nacional, como vice-presidente, e é presidente de honra da Associação Brasileira dos Advogados Criminalistas e da Academia Brasileira de Direito Criminal. Integra como membro o Instituto dos Advogados de São Paulo e a Associação dos Advogados de São Paulo, além de ser conselheiro consultivo da Associação Comercial de São Paulo, já foi diretor pleno e conselheiro deliberativo dessa entidade.

Por duas gestões foi presidente do Conselho Estadual de Política Criminal e Penitenciária do Estado de São Paulo e, por quatro gestões, foi membro do Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária, do Ministério da Justiça. Em 1997 e 1998 foi membro da Comissão Especial de Reforma da Lei de Execução Penal, designado pelo ministro da Justiça. No ano seguinte, foi indicado pelo Conselho Federal da OAB para compor a Comissão de Reforma da Lei de Execução Penal.

Na OAB SP foi diretor cultural por duas gestões, 1998/2000 e 2001/2003. Foi, também, criador e coordenador do Conselho do Jovem Advogado e do Núcleo de Desenvolvimento Acadêmico, e membro da Comissão de Direitos e Prerrogativas. Ocupou o cargo de Conselheiro Seccional da OAB SP por três gestões 95/97; 98/2000 e 2001/2003, antes de ser eleito presidente.

Autor de vários livros, lecionou Direito Penal e Processual Penal em diversas faculdades, entre elas, as Faculdades de Direito da USP, FMU e da Universidade São Francisco.

É casado com Ancila D´Urso e pai de quatro filhos; os dois mais velhos são estudantes de Direito.

Luiz Flávio Borges D´Urso
Advogado e Presidente da OAB/SP

As ligações entre Brasil e Portugal não conhecem fronteiras. Estão no cerne do nascimento de São Paulo, quando chegaram os primeiros jesuítas para plantar as sementes daquela que seria a maior cidade brasileira e uma das maiores do mundo e que guarda até hoje as influências lusitanas.

A herança portuguesa está presente em nossa história, em nossa cultura, em nosso povo, em nossos corações. Influencia nossa forma de pensar, sentir, cantar, escrever, construir, cozinhar e sonhar. Ajudou a formar o povo que somos hoje.

Patrocinadores:
Premium
São Critóvão
Silver
BBR
Apoio:
Apoio
Conselho da Comunidade Luso-Brasileira do Estado de São Paulo
Edifício "Casa de Portugal" Av. Liberdade, 602 - São Paulo/SP - Cep 01502-001 - Celular/WhatsApp +55 (11) 94513-0350 - Telefones +55 (11) 3342-2241 e (11) 3209-5270
www.cclb.org.br - cclb@cclb.org.br - Entidade de Utilidade Pública - Lei Estadual 6.624 de 20/12/1989 - Jornalista responsável: Maristela Bignardi - MTb. 10.204

Somos privilegiados pela herança lusitana e também por podermos contar com o Conselho da Comunidade Luso-Brasileira do Estado de São Paulo que é o órgão que congrega nossa cultura viva em solo paulista. Pelo Conselho a história não se perde, porque uma das diretrizes da entidade é preservar e valorizar nossos usos e costumes que mantêm a tradição de nossa gente sempre presente nos festivais, no folclore, na música e na gastronomia. A ação do Conselho é defender um legado histórico e cultural inestimável.

Este site usa cookies. Os cookies neste site são usados ​​para personalizar o conteúdo, fornecer recursos de mídia social e analisar o tráfego. Além disso, compartilhamos informações sobre o uso do site com nossos parceiros de mídia social, publicidade e análise da web, que podem combiná-las com outras informações que você forneceu a eles ou que eles coletaram do uso de seus serviços.
Concordo