“Todo homem tem deveres com a comunidade”

Declaração Universal dos Direitos do Homem

Opinião
Opinião

OPINIÃO

Opinião

Olivardo Saqui foi empregado, durante 15 anos, de uma vinícola em São Roque, onde aprendeu a arte da vinicultura, pela qual se apaixonou. Após desligar-se dessa vinícola, comprou uma pequena propriedade na Estrada do Vinho, em São Roque, e decidiu criar seu próprio vinho.

Feito de forma totalmente artesanal, o vinho de Olivardo começou a conquistar vários apreciadores que visitavam sua adega. Assim, para acompanhar o bom vinho, uma receita da família de sua esposa foi feita na casa pela primeira vez e assim se deu o início do sucesso da Quinta do Olivardo. Trata-se do famoso Bolinho de Bacalhau.

Cíntia, esposa de Olivardo, é neta de portugueses. A cultura e as tradições de sua família encantaram Olivardo, o que o fez tornar sua casa uma verdadeira casa portuguesa.

Apaixonado pela cultura lusitana, Olivardo começou a divulgar esta cultura e gastronomia promovendo eventos tradicionais. Passou a ser reconhecido por isso e a receber prêmios por seus feitos.

Um grande destaque em sua carreira foi um prêmio concedido pela Comunidade Luso-Brasileira por seus feitos, que de alguma forma homenageiam Portugal no Brasil. Em sessão solene na Câmara Municipal de São Paulo, Olivardo recebeu um prêmio pelas mãos de seu grande ídolo, o cantor Roberto Leal.

A Quinta do Olivardo é considerada hoje uma referência gastronômica e cultural. O empreendimento é o único restaurante da região de São Roque a constar no Guia Oficial da Copa Fifa 2014, dentro do roteiro gastronômico com o prato ‘espetada madeirense’, finalista do Festival Gastronômico Sabor de São Paulo, organizado pelo Senac, Revista Prazeres da Mesa e Secretaria de Turismo do Estado de São Paulo.

Olivardo Saqui
Empresário

As relações seculares entre Brasil e Portugal sobrepõem-se ao simples caráter de amizade e respeito, comumente atribuído à história em comum dos dois países. Considero de total importância o fato de o País ter sido colonizado por Portugal, que deixou como seu principal legado o idioma e as tradições que são mantidos vivos até hoje.

No caso de São Roque, fundada por Pedro Vaz de Barros, segundo relatos históricos, primeiro vitivinicultor da cidade, a tradição do cultivo da uva e produção de vinho se mantém viva com 15 vinícolas da cidade, sendo sua maioria de origem portuguesa, como é a Quinta do Olivardo, a qual divulga as riquezas culturais e gastronômicas portuguesas no Brasil.

Sobre a existência do Conselho da Comunidade Luso-Brasileira do Estado de São Paulo, julgo fundamental por ser um canal facilitador do intercâmbio e estreitamento das relações Brasil-Portugal. Além disso, é também uma importante entidade para auxiliar localidades a resgatar seu rico passado cultural, histórico e gastronômico.

Patrocinadores:
Premium
São Critóvão
Silver
BBR
Apoio:
Apoio
Conselho da Comunidade Luso-Brasileira do Estado de São Paulo
Edifício "Casa de Portugal" Av. Liberdade, 602 - São Paulo/SP - Cep 01502-001 - Celular/WhatsApp +55 (11) 94513-0350 - Telefones +55 (11) 3342-2241 e (11) 3209-5270
www.cclb.org.br - cclb@cclb.org.br - Entidade de Utilidade Pública - Lei Estadual 6.624 de 20/12/1989 - Jornalista responsável: Maristela Bignardi - MTb. 10.204

Somos privilegiados pela herança lusitana e também por podermos contar com o Conselho da Comunidade Luso-Brasileira do Estado de São Paulo que é o órgão que congrega nossa cultura viva em solo paulista. Pelo Conselho a história não se perde, porque uma das diretrizes da entidade é preservar e valorizar nossos usos e costumes que mantêm a tradição de nossa gente sempre presente nos festivais, no folclore, na música e na gastronomia. A ação do Conselho é defender um legado histórico e cultural inestimável.

Este site usa cookies. Os cookies neste site são usados ​​para personalizar o conteúdo, fornecer recursos de mídia social e analisar o tráfego. Além disso, compartilhamos informações sobre o uso do site com nossos parceiros de mídia social, publicidade e análise da web, que podem combiná-las com outras informações que você forneceu a eles ou que eles coletaram do uso de seus serviços.
Concordo