“Todo homem tem deveres com a comunidade”

Declaração Universal dos Direitos do Homem

NOTÍCIAS
Arquitetura paisagista de Portugal e Brasil unidos em seminários

Em declarações à agência Lusa, o arquiteto paisagista português Duarte Natário, autor de um documentário sobre a história da arquitetura paisagista em Portugal e um dos organizadores do ciclo, disse que o projeto surgiu a partir de conversas com Camila Gomes Sant’Anna, uma arquiteta, urbanista e professora universitária brasileira, nas quais ambos perceberam a inexistência de comunicação entre os dois países sobre esta temática.

“O meu filme ‘Tudo é paisagem’ foi exibido aos alunos da Camila no Brasil e, a partir daí, começamos a falar sobre as paisagens dos nossos países, sobre aquilo que nos afasta e aproxima, e percebemos que não existe diálogo entre os nossos países sobre este tema”, disse Natário, que faz parte do Observatório de Paisagem da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto (FCUP).

“Percebi, em conversas, que muitos dos arquitetos paisagistas brasileiros não sabem quem é, por exemplo, Gonçalo Ribeiro Telles, que é a nossa figura pioneira na arquitetura paisagista, e nós também não sabemos quem foi Rosa Kliass, uma pioneira brasileira”, explicou.

Percebendo a necessidade de preencher essa lacuna, Duarte Natário, Camila Gomes Sant’Anna, da Universidade de Goiás, e a arquiteta paisagista Maria José Curado, diretora do Observatório de Paisagem da FCUP, decidiram criar este ciclo de seminários estruturado em sete temas, em que cada um reunirá especialistas de diferentes universidades, além de outros convidados, que se apresentarão em 15 módulos.

Quinzenalmente, até ao dia 09 de dezembro, serão abordados os temas “Paisagens Portuguesas e Brasileiras: Convergências e Particularidades”, “Da Colonização à Era Moderna”, “Os Jardins da Era Contemporânea: Da Gênese do Parque Público aos Tempos de Hoje”, “A Arquitetura Paisagista em Portugal e Brasil” e “Arquitetura e Paisagem – Expedições Transatlânticas”.

“Portugal e Brasil: Paisagens Mais Resilientes” e “Paisagens de Hoje” são os temas que vão encerrar o ciclo de seminários, que é gratuito e terá a duração de duas horas em cada módulo, sendo transmitido no ‘site’ dedicado ao evento e em ‘links’ disponibilizados nos canais da FCUP e da Faculdade de Goiás.

Em relação ao público esperado, Natário ressaltou que gostaria de ter uma adesão “geral, mais alargada”, porque pretende “divulgar questões da paisagem, do território, sensibilizar para questões ecológicas, ambientais e para as alterações climáticas que estão muito em foco”.

Fonte: Lusa

A comunidade sabe como preservar sua história e sua cultura. As entidades lusas reúnem significativo público para comemorar e mostrar suas potencialidades frente ao mundo moderno, sem perder suas raízes. Participem!
Excelente notícia: Portugal já liberou as viagens de turismo (não essenciais) para passageiros vindos do Brasil. A medida acaba com a exigência de quarentena de 14 dias para passageiros recém chegados. No entanto é preciso apresentar o teste molecular RT- PCR negativo realizado até 72 horas antes do embarque ou o teste rápido de antígeno feito até 48 horas antes do embarque.
Boa notícia: o comércio entre o Brasil e Portugal cresceu 41,4% em relação ao mesmo período do ano passado, puxado pelo aumento das exportações brasileiras de óleos combustíveis e soja, e das exportações portuguesas de azeites e componentes de aeronaves, de acordo com recentes dados divulgados pelo Ministério da Economia.
Patrocinadores:
Premium
São Critóvão
Silver
BBR
Apoio:
Apoio
Conselho da Comunidade Luso-Brasileira do Estado de São Paulo
Edifício "Casa de Portugal" Av. Liberdade, 602 - São Paulo/SP - Cep 01502-001 - Celular/WhatsApp +55 (11) 94513-0350 - Telefones +55 (11) 3342-2241 e (11) 3209-5270
www.cclb.org.br - cclb@cclb.org.br - Entidade de Utilidade Pública - Lei Estadual 6.624 de 20/12/1989 - Jornalista responsável: Maristela Bignardi - MTb. 10.204

Somos privilegiados pela herança lusitana e também por podermos contar com o Conselho da Comunidade Luso-Brasileira do Estado de São Paulo que é o órgão que congrega nossa cultura viva em solo paulista. Pelo Conselho a história não se perde, porque uma das diretrizes da entidade é preservar e valorizar nossos usos e costumes que mantêm a tradição de nossa gente sempre presente nos festivais, no folclore, na música e na gastronomia. A ação do Conselho é defender um legado histórico e cultural inestimável.

Este site usa cookies. Os cookies neste site são usados ​​para personalizar o conteúdo, fornecer recursos de mídia social e analisar o tráfego. Além disso, compartilhamos informações sobre o uso do site com nossos parceiros de mídia social, publicidade e análise da web, que podem combiná-las com outras informações que você forneceu a eles ou que eles coletaram do uso de seus serviços.
Concordo